Atmosfera Rarefeita

Atmosfera Rarefeita

Literatura , Ficção Científica

Autor: Alfredo Suppia
Código: DEV333093
Medidas: 14,00cm x 21,00cm
Peso: 0,570 kg
Qtd:     - OU -   Lista de Interesses
Comparar

Novo título de não ficção é estudo original e inédito, sem par na história das pesquisas de cinema ou de ficção científica no Brasil e no exterior. Seu autor é autoridade reconhecida internacionalmente.

Atmosfera Rarefeita oferece pela primeira vez uma história crítica do cinema brasileiro de ficção científica em curta e longa-metragem, das primeiras manifestações do gênero na filmografia brasileira até os casos mais contemporâneos. Nesse percurso, o livro investiga um mosaico de questões relativas ao desenvolvimento do gênero ficção científica no cinema brasileiro, seus principais obstáculos, desafios, superações e especificidades.

Um dos gêneros mais rentáveis do cinema industrial, a ficção científica é identificada com cinematografias economicamente poderosas. Ao longo de toda a história do cinema, ela tem gerado não apenas superproduções espetaculares e impulsionado o avanço tecnológico da sétima arte, mas também apresentando especulações provocativas a respeito da humanidade em sua relação com o presente, passado e futuro, com hipóteses de alteridade e com toda uma variedade de transformações e desafios configurados pela ciência e tecnologia.

A comparação com outras cinematografias nacionais é inevitável, no sentido de que o cinema de ficção científica surge aqui como um gênero notadamente vasto, heterogêneo e multiforme, muito além dos populares blockbusters, repletos de efeitos especiais sofisticados, visualmente impactantes.

Mas para além de uma noção conservadora de gênero cinematográfico, a ficção científica se oferece como interface de análise de um amplo conjunto de filmes, uma arena de debates sobre a sociedade brasileira, sua relação com a ciência e a tecnologia e a produção nacional de artefatos culturais. Nesse sentido, o cinema brasileiro de ficção científica se apresenta como importante plataforma para a investigação da “cultura nacional”, da história do país e de suas mais notórias contradições, produto de uma “modernização conservadora” assombrada pelo antagonismo entre vetores arcaicos e ondas progressistas.

Atmosfera Rarefeita comprova a existência do cinema de ficção científica fora de Hollywood, bem como a pertinência de um debate mais detido sobre as manifestações do gênero no cinema brasileiro, latino-americano e mundial. Ao enfocar o cinema brasileiro e latino-americano de ficção científica, Atmosfera Rarefeita resgata a vocação universalista da ficção científica audiovisual.

Resultado de uma pesquisa inédita, Atmosfera Rarefeita: A Ficção Científica no Cinema Brasileiro oferece uma história crítica e delimita um território até então inexplorado, levanta questões sobre as peculiaridades dessa produção e os eventuais obstáculos ao seu desenvolvimento, além de examinar a configuração do gênero em outras cinematografias nacionais.

O livro apresenta 16 páginas de raro material visual relativo às produções nacionais de ficção científica que ele discute.

Mais Informações
Páginas 384
Informações A FICÇÃO CIENTÍFICA NO CINEMA BRASILEIRO
Outros Brochura, 384 págias PB + 16 páginas coloridas, formato: 14,0 cm × 21,0 cm

Fazer um comentário

Seu Nome:


Seu Comentário: Obs: Não há suporte para o uso de tags HTML.

Avaliação: Ruim           Bom

Digite o código da imagem: